Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

A Perfeita Liberdade de Espírito

Um espírito que toma consciência da discordância que sempre existe entre o que afirma e o que é verdadeiramente não pode mais desfazer-se de uma espécie de dúvida filosófica. Somos livres na medida em que conservamos um pensamento de fundo. Em todos os casos, a perfeita liberdade de espírito consiste num acto pelo qual ele compreende a absoluta impossibilidade em que está de encontrar a certeza na experiência.
Jules Lagneau, in 'Curso Sobre o Juízo'


enviada por antonio01 às 22:41
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags